Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Secções
Ferramentas Pessoais

projecto

Entrada » projecto

Visão

 

A investigação de translação tem vindo a afirmar-se globalmente como um meio por excelência para converter o conhecimento científico em novos e inovadores produtos, processos, metodologias ou serviços passíveis de contribuir para a melhoria da saúde e do bem-estar humanos, possibilitando, concomitantemente, a criação de valor acrescentado para a economia, quer pela diminuição de custos de “não-saúde”, quer pela criação de oportunidades de negócio. Tendo já sido assumida como uma prioridade nos países que ocupam a primeira linha em matérias de inovação e que são líderes na fabricação de produtos na área da Saúde, e perante o óbvio esforço do setor em Portugal em avançar definitivamente rumo a uma crescente afirmação internacional, este parece ser o momento certo para o país apostar também na investigação de translação, pondo assim cobro a uma situação que constitui um sério handicap para a competitividade da cadeia de valor nacional. É neste contexto que, alinhado com a missão, os objetivos e o Programa de Ação do Health Cluster Portugal, surge o Projeto Âncora Bandeira “Do IT – Desenvolvimento e Operacionalização da Investigação de Translação”.

 

 

Objectivos

 

O Do IT pretende contribuir para o objetivo de tornar Portugal num player competitivo na investigação de translação e, de uma forma mais lata, no domínio alargado da Saúde.

No âmbito do Do IT está a ser desenvolvido um conjunto de parcerias sólidas e funcionais, que envolve, numa primeira linha, 21 parceiros dos setores Indústria, Ciência e Saúde, num investimento global de 9 milhões de euros.

Pretende-se criar e/ou consolidar “ecossistemas” com um forte conteúdo tecnológico e de inovação – integrando empresas, grupos de investigação e hospitais – que visam dar resposta a duas grandes linhas de objetivos:

▪ o desenvolvimento de estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação aplicáveis nas entidades que integram a cadeia de valor nacional da Saúde;

▪ o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores e competitivos para o mercado global da Saúde, em áreas como o cancro, as doenças neurodegenerativas e a diabetes.

 

A investigação de translação visa acelerar a transformação de descobertas científicas – oriundas do laboratório, do contexto clínico ou populacional – em produtos ou processos destinados ao diagnóstico, prognóstico, tratamento ou prevenção de doenças, lesões ou deficiências. As descobertas científicas são assim transformadas em aplicações práticas. Daqui resultam benefícios para a saúde humana e, simultaneamente, criação de valor acrescentado para a economia, com a diminuição dos custos de “não-saúde” e a criação de oportunidades de negócio.

 

 Organização

 

No âmbito do “Do IT” serão levados a cabo um conjunto de projetos de I&DT que consubstanciam uma série de “ecossistemas”, assentes em parcerias fortes e funcionais entre empresas, entidades do sistema científico e tecnológico e hospitais, orientados para a geração de conhecimento e sua posterior transformação em novas e inovadoras soluções que respondem a necessidades prementes ao nível da saúde humana:

 

 

 

                                             fig 2

 

Resultados

 

Como atrás referido, em linhas gerais, o projeto "Do IT - Desenvolvimento e Operacionalização da Investigação de Translação" incluiu um conjunto de projetos de I&DT, que consubstanciaram uma série de “ecossistemas de inovação” assentes em parcerias fortes e funcionais entre entidades do sistema científico e tecnológico, universidades, hospitais e empresas – estas, quer de áreas core da Saúde, como farmacêutica, biotecnologia e dispositivos médicos, quer de áreas de interface, como alimentação e têxtil.

Estes ecossistemas/projetos orientaram-se não apenas para a geração de conhecimento, mas para a sua subsequente transformação em novas e inovadoras soluções que dêem resposta a necessidades prementes ao nível da saúde humana – aqui se incluem, entre outras, soluções para diagnóstico, prognóstico e terapêutica do cancro, doenças neurodegenerativas e diabetes.

Numa vertente de disseminação de boas práticas pela cadeia de valor nacional da saúde e de geração de externalidades positivas, a nível económico e social, o Do IT contemplou também o desenvolvimento e especificação de estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação aplicáveis às (demais) empresas e instituições científicas.

 

 

PPS 1 - Desenvolvimento de estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação


A definição, implementação e operacionalização de programas e metodologias de investigação de translação constitui um desafio para as organizações. Importa, pois, dotar as empresas e as instituições científicas que integram a cadeia de valor nacional da saúde de todos os meios, recursos e ferramentas possíveis no sentido de potenciar o sucesso das suas respostas a esse desafio. Neste contexto, entende-se como uma importante mais-valia para as organizações poderem dispor de informação relativa a estratégias já testadas, bem como, logicamente, às suas vantagens e desvantagens, e aos resultados/impactes produzidos pela sua aplicação.

Foi neste contexto que o HCP e os parceiros do Projeto Do IT se propuseram proceder à especificação de estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação aplicáveis às organizações da cadeia de valor nacional da saúde. Deste esforço resultou um documento de orientações, que se espera poder contribuir para a melhoria dos processos das organizações e, consequentemente, do seu desempenho em termos de I&D e Inovação – com impactes positivos nos seus índices de produção científica, de patentes, de novas spin-offs / start-ups tecnológicas e, em última análise, da sua oferta de produtos e serviços.

 

Sistematização dos principais resultados alcançados

 

▪ "Orientações para a definição, implementação e operacionalização de estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação: 4 estudos de caso em Portugal" (ver documento disponível para download)

▪ Website do projeto “Do IT” (doit.com.pt)

▪ Fórum de Discussão no grupo do LinkedIn "Health Cluster Portugal"

(https://www.linkedin.com/groups/Health-Cluster-Portugal-4481242/about)

▪ Eventos/sessões de debate, de divulgação e de demonstração dos resultados do Projeto "Do IT", destacando-se, para além da participação em mais de 60 eventos nacionais e 30 internacionais, a organização dos seguintes eventos:

 i) "Sessão de apresentação do Projecto Do IT", 19 de setembro de 2012, Porto

(http://healthportugal.com/noticias/hcp-promoveu-sessao-de-apresentacao-do-projeto-do)

 

 imagem2

 

ii) “Sessão de divulgação de resultados do Projeto Do IT”, 16 de abril de 2015, Coimbra

(http://healthportugal.com/noticias/encontros-com-a-inovacao-em-saude-translational)

[ver também “DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO PROJETO”]

 

 

PPS 2 - DIAMARKER - Suscetibilidade genética das complicações multisistémicas da diabetes tipo 2: novos biomarcadores para diagnóstico e monitorização terapêutica

 

O projeto criou condições para que sejam possíveis estudos de investigação translacional que incluam quer uma vertente pré-clínica como clínica em modelos animais in vivo e humanos tirando partido das plataformas do Roteiro Nacional de Infraestruturas. Permitiu ainda trabalho em contexto empresarial com a participação de doutorados, melhorar a coesão entre subprojectos das diferentes entidades e desenvolver áreas de competências mútuas.

As estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação são agora passíveis de ser aplicadas à da cadeia de valor, que é o grande desafio seguinte. No nosso entender é um sucesso que o nosso programa sistematizado e funcional de investigação de translação tenha tido na organização da cadeia de translação com envolvimento explícito de entidades públicas e privadas.

No caso do PPS2 foi possível criar colaboração coesa entre empresas, entidades do sistema científico e tecnológico, e hospitais. Vai ser possível no futuro consolidar modelos de funcionamento e de gestão/organizacionais, para experiências internacionais como o EuroBioimaging e as respetivas workpackages.

A interacção entre tipos diferenciados de parceiros (Academia / Indústria / Unidades de Saúde) e o acesso a grandes equipamentos, nomeadamente os envolvidos no Roteiro Nacional de Infraestruturas, é um dos méritos do PPS2.

Iremos agora procurar mecanismos que permitam estabelecer a melhor estratégia de proteção e valorização da propriedade intelectual. Pretendemos para alguns dos resultados promover formação de “spin-offs” envolvendo a Universidade e empresas (o DoIT Diamarker, envolvendo a Siemens é propício a este cenário, no caso desenvolvimento de tecnologias inovadoras de aplicação clínica).

Entendemos ainda que a área Pré-clínica, de interface entre a investigação básica e a aplicada ao domínio da saúde é a mais deficitária e este projeto contribuiu para diminuir esse fosso no que diz respeito à interligação entre estruturas que já têm um programa de investigação pré-clínica.

 

Sistematização dos principais resultados alcançados

 

Tecnológicos

Software suite for biomarker quantification

 

Protótipos de software de diagnóstico com base nos biomarcadores testados:

- Nova ferramenta de quantificação da permeabilidade da barreira hematoencefálica com potencial de comercialização (Siemens)

- Novo estimador do acoplamento neurovascular como marcador de dano precoce, suscetível de se tornar novo biomarcador

- Nova ferramenta de quantificação da esteatose hepática

- Novo software psicofísico com potencial de comercialização de avaliação precoce da função visual na retinopatia diabética

- Base de dados estratificação em ensaios clínicos, usando o conceito de medicina personalizada. Inclui fenótipos cardiovasculares precoces e perfis de risco

 

Como Highlights:

   - Análise de biomarcadores metabólicos

   - Fenotipagem da retinopatia diabética

   - Correlações estrutura-função em relação com alterações neurovasculares da retina

   - Correlação com marcadores genéticos

 

Aplicação Web é um produto terminado com as seguintes características:

•    Acesso online restrito

•    Sistema de autenticação e autorização

•    Exportação de dados

•    Upload/Download de relatórios médicos

•    Correlação de dados

•    Gráficos de evolução de variáveis

•    Tabelas Síntese

 

http://www.diamarker.icnas.uc.pt/IBILI-FMUC/

 

Permitiu ainda ancorar com plataforma de “Genetic susceptibility for diabetes complications” EPACTS (Efficient and Parallelizable Association Container Toolbox)

                Gene-wise or group-wise burden test

                               • rare-variant association analysis

                                               MAF ≤ 0.01 (either ESP or 1000genomes)

                                               16,852 genetic variants corresponding to 8,789 groups (genes)

                               • cumulative effect of multiple variants in a gene

                               • adjustment for covariates

                                               Gender, age, glycated hemoglobin (HbA1C), disease duration

 

Científicos:

 

- publicações em revistas com revisão por pares, incluindo revistas de referência como a Diabetes;

- ações de disseminação;

- 3 teses de doutoramento e 8 teses de mestrado.

 

Data

Título

Autor(es)

Junho 2014 (executado durante o projeto)

Neuroretinal Dysfunction With Intact Blood-Retinal Barrier and Absent Vasculopathy in Diabetes Type 1. Diabetes. 2014;63(11):3926-37. doi: 10.2337/db13-1673.

Reis A, Mateus C, Melo P, Figueira J, Cunha-Vaz J, Castelo-Branco M.

Julho 2014 (executado durante o projeto)

Left atrial dysfunction in type 2 diabetes mellitus: insights from cardiac MRI.

Eur Radiol. Nov;24(11):2669-76. doi: 10.1007/s00330-014-3299-2.

Graça B, Ferreira MJ, Donato P, Gomes L, Castelo-Branco M, Caseiro-Alves F.

Junho 2014 (executado durante o projeto)

Left ventricular diastolic function in type 2 diabetes mellitus and the association with coronary artery calcium score: a cardiac MRI study. AJR Am J Roentgenol. 2014 Jun;202(6):1207-14. doi: 10.2214/AJR.13.11325.

 

Graça B, Donato P, Ferreira MJ, Castelo-Branco M, Caseiro-Alves F.

Agosto 2013

Cardiovascular magnetic resonance imaging assessment of diastolic dysfunction in a population without heart disease: a gender-based study. Eur Radiol. 2014 Jan;24(1):52-9. doi: 10.1007/s00330-013-2976-x. Epub 2013 Aug 3

Graça B, Ferreira MJ, Donato P, Castelo-Branco M, Caseiro-Alves F.

Aceite em 2015 (executado durante o projeto)

Journal of Cerebral Blood Flow & Metabolism (2015), 1–10

ISCBFM All rights reserved 0271-678X/15

João V Duarte, João MS Pereira, Bruno Quendera, Miguel Raimundo, Carolina Moreno, Leonor Gome,Francisco Carrilho and Miguel Castelo-Branco

2014

Cardiovascular magnetic resonance and computed tomography imaging for the assessment of cardiovascular complications of type 2 diabetes mellitus (Tese de Doutoramento, Universidade de Coimbra)

Bruno Graça

2013

Funções das células ganglionares na Saúde e na Doença Faculdade (Tese de Doutoramento, Universidade de Coimbra)

Aldina Susana Aragonês da Conceição Pires Reis

2011

 Mecanismos de processamento da informação visual nos sistemas magno, conio e parvocelular: implicações para as ciências básicas e clínicas). (Tese de Doutoramento, Universidade de Coimbra)

 

Fátima Silva

Biochim Biophys Acta 2015 (in press)

Alzheimer's disease and type 2 diabetes-related alterations in brain mitochondria, autophagy and synaptic markers

Carvalho C, Santos MS, Oliveira CR, Moreira PI.

J Neural Transm. 2015 (in press)

Cerebrovascular and mitochondrial abnormalities in Alzheimer's disease: a brief overview.

Carvalho C, Correia SC, Perry G, Castellani RJ, Moreira PI.

J Alzheimers Dis. 2015;45:127-138

Type 2 diabetes aggravates Alzheimer’s disease-associated vascular alterations of the aorta in mice

Sena CM, Pereira AM, Carvalho C, Fernandes R, Seiça R, Oliveira CR, Moreira PI.

Biochim Biophys Acta 2014;1837:e8-e9

Mitochondria take center stage in Alzheimer’s disease.

Moreira PI.

Curr Neurovasc Res. 2014;11:330-339

Vascular, oxidative, and synaptosomal abnormalities during aging and the progression of type 2 diabetes.

Carvalho C, Correia SC, Santos MS, Baldeiras I, Oliveira CR, Seica R, Moreira PI.

J Alzheimers Dis. 2013; 35:623-635.

Type 2 diabetic and Alzheimer's disease mice present similar behavioral, cognitive, and vascular anomalies.

Carvalho C, Machado N, Mota PC, Correia SC, Cardoso S, Santos RX, Santos MS, Oliveira CR, Moreira PI.

Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2013;16:440-5.

High-sugar diets, type 2 diabetes and Alzheimer's disease.

Moreira PI.

Biochim Biophys Acta. 2013;1832:527-41.

Crosstalk between diabetes and brain: glucagon-like peptide-1 mimetics as a promising therapy against neurodegeneration.

Duarte AI, Candeias E, Correia SC, Santos RX, Carvalho C, Cardoso S, Plácido A, Santos MS, Oliveira CR, Moreira PI.

FEBS J. 2013;280:413-414.

Mitochondrial abnormalities as a mechanistic link in diabetes and Alzheimer disease interaction.

Carvalho C, Machado N, Santos MS, Oliveira CR, Moreira PI.

Eur J Clin Invest. 2013;43:43.

A mitochondrial crossroad in Alzheimer’s disease.

Moreira PI.

Eur J Clin Invest. 2013;43:98.

Endothelial dysfunction in a mouse model of Alzheimer's disease.

Pereira AM, Carvalho C, Fernandes R, Moreira PI, Seiça R, Sena CM.

Exp Gerontol. 2012;878-86.

Alzheimer disease as a vascular disorder: Where do mitochondria fit?

Correia SC, Santos RX, Cardoso S, Carvalho C, Candeias E, Duarte AI, Plácido AI, Santos MS, Moreira PI.

Diabetes. 2012; 61:1234-1242.

Metabolic alterations induced by sucrose intake and Alzheimer’s disease promote similar brain mitochondrial abnormalities.

Carvalho C, Cardoso S, Correia SC, Santos RX, Santos MS, Baldeiras I, Oliveira CR, Moreira PI.

Biochim Biophys Acta. 2015 Jul;1852(7):1428-41. doi: 10.1016/j.bbadis.2015.03.015. Epub 2015 Apr 6.

Oxidative stress involving changes in NrF2 and ER stress in early stages of Alzheimer´s disease.

Mota SI*, Costa RO*, Ferreira IL*, Santana I, Caldeira GL, Padovano C, Fonseca AC, Baldeiras I, Cunha C, Letra L, Oliveira CR, Pereira CMF, Rego AC

Neurobiol Aging. 2015 Feb;36(2):680-92. doi: 10.1016/j.neurobiolaging.2014.09.006. Epub 2014 Sep 6.

Aβ and NMDAR activation cause mitochondrial dysfunction involving ER calcium release

Ferreira IL*, Ferreiro E*, Schmidt J, Cardoso JM, Pereira CM, Carvalho AL, Oliveira CR, Rego AC

Exp Neurol. 2014 Nov;261:698-709. doi: 10.1016/j.expneurol.2014.07.023. Epub 2014 Aug 13.

Impaired Src signaling and post-synaptic actin polymerization in Alzheimer's disease mice hippocampus-linking NMDA receptors and the reelin pathway.

Mota SI, Ferreira IL, Valero J, Ferreiro E, Carvalho AL, Oliveira CR, Rego AC.

Neuropharmacology. 2014 Jan;76 Pt A:16-26. doi: 10.1016/j.neuropharm.2013.08.013. Epub 2013 Aug 22.

Dysfunctional synapse in Alzheimer's disease - A focus on NMDA receptors.

Mota SI, Ferreira IL, Rego AC.

J Alzheimers Dis. 2013;34(1):115-31. doi: 10.3233/JAD-121444.

Impaired transcription in Alzheimer’s disease – key role in mitochondrial dysfunction and oxidative stress.

Caldeira GL, Ferreira IL, Rego AC.

Int J Cell Biol. 2012;2012:735206. doi: 10.1155/2012/735206. Epub 2012 Jun 4.

Mitochondrial- and endoplasmic reticulum-associated oxidative stress in Alzheimer's disease: from pathogenesis to biomarkers.

Ferreiro E, Baldeiras I, Ferreira IL, Costa RO, Rego AC, Pereira CF, Oliveira CR.

 

 

Data

Título

Autor(es)

Descrição

Dezembro 2014

Marcadores de resposta a fármacos em doentes de Diabetes tipo 2

Tiago Manuel Ferreira de Almeida

Tese de Mestrado, Universidade de Aveiro

2015

Pesquisa de Marcadores Moleculares  em Doentes com Diabetes do Tipo 2 e Retinopatia Diabética

Cristina Maria da Costa e Silva Barroso

Tese de Mestrado em Bioquimica, Universidade de Coimbra

2015

Pesquisa de Marcadores Moleculares em Doentes com Diabetes do Tipo 2 e Nefropatia

Diana Maria de Figueiredo Pinto

Tese de Mestrado em Bioquimica, Universidade de Aveiro

Setembro 2014

ExomeLoupe, a Platform for Exome Analysis and Variant Prioritization.

Hugo Froufe, Cristina Barroso, Susana Carmona, Felipe Santos, Diogo Pinho, Conceição Egas

Ion World Tour, Barcelona

Novembro 2014

ExomeLoupe, a Platform for Exome Analysis and Variant Prioritization. A Type 2 Diabetes case study.

Cristina Barroso, Hugo Froufe, Susana Carmona, Felipe Santos, Diogo Pinho, Conceição Egas.

18ª Reunião da Sociedade Portuguesa de Genética Humana, Lisboa

 

 

PPS 3 - sdAb+péptido - Investigação translacional em Alzheimer

 

A TechnoPhage trabalha na descoberta e desenvolvimento de fragmentos de anticorpos recombinantes único domínio (sdAbs) contra alvos específicos em várias doenças humanas. Os sdAbs correspondem às regiões variáveis de qualquer das cadeias pesadas (VH) ou leve (VL) das cadeias de anticorpos, são de tamanho pequeno e altamente estáveis. A estrutura de sdAbs (TechnoBodies de TechnoPhage) permite-lhes atingir alvos terapêuticos que são inacessíveis a anticorpos convencionais.

A tecnologia de base tem um pedido de patente mundial (Engineered Coelho Antibody domínios variáveis e suas utilizações (nº 156.768 WO 2008/136694)) e está já em fases nacionais de várias jurisdições.

A TechnoPhage, o IMM e a Bial estão a desenvolver TA-111, um pequeno domínio anticorpo contra formas específicas de beta-amilóide ligado a um péptido que pode atravessar a barreira hematoencefálica. A maioria dos medicamentos em desenvolvimento para AD, alvo beta-amilóide (Aß) agregação em placas amilóides neurotóxicas no cérebro. Apesar de vários produtos terem iniciado o desenvolvimento clínico, houve uma série de fracassos na última década, sendo a maior parte devido à falta de eficácia em vez de questões de segurança. Como um factor de diferenciação chave para este produto, TechnoPhage está a desenvolver um TechnoBody contra diferentes formas de β-amilóide (fibras e não oligoméricos) para atacar o cerne do mecanismo de progressão da doença para melhorar significativamente a eficácia da terapêutica. As placas de Aß são constituídas, primariamente, por fragmentos proteolíticos da proteína precursora de amilóide (APP) que se acumulam, extracelularmente no cérebro. A denominada “hipótese amilóide” diz que as placas de Aß têm um papel fulcral no aparecimento e progressão da doença, e têm sido alvo de inúmeros estudos. Recentes publicações parecem demonstrar que a acumulação de espécies moleculares de A-beta possam ser intracelulares em alguns casos, no entanto a estratégia usada para entrega de fragmentos de anticorpos ao SCN implica que estes também possam transpor a membrana de células nervosas. De facto, a capacidade para os péptidos vectores dos fragmentos de anticorpos translocarem membranas celulares e transportarem proteínas para o interior de células está bem demonstrado e documentado, inclusive por artigos científicos publicados pela equipa do Dr. Tiago Outeiro envolvida no projecto.

Doenças que exigem fármacos de maiores dimensões, como a utilização de fragmentos de anticorpos contra a doença de Alzheimer, tornam mais adequada a segunda opção, que foi a seguida neste projecto. A equipa de investigadores do IMM do Prof. Miguel Castanho e Prof. Nuno Santos Silva inclui elementos com experiência em péptidos translocadores (isto é, péptidos que possuem a faculdade de atravessar membranas de células e arrastar consigo proteínas) e no desenvolvimento de fármacos que atravessam a barreira hematoencefálica. Acresce que fazer uso de péptidos faz esperar efeitos toxicológicos praticamente nulos.

Com a capacidade técnica disponível, a experiência da equipa e a estratégia de I&D seguida, a probabilidade de sucesso na entrega dos fragmentos de anticorpos ao sistema nervoso central é muito considerável. Em simultâneo, sob a orientação do Prof. Alexandre de Mendonça em colaboração com o Dr. Gabriel Millenteye, decorreu o estudo da quantificação e identificação de biomarcadores moleculares no líquido cefalorraquidiano e em extractos cerebrais de ratinho para serem utilizados não só na monitorização da terapia aplicada pelos pequenos domínios de anticorpos, mas também no diagnóstico precoce da doença, possibilitando idealmente a instituição de terapêuticas neuroprotectoras em fases mais iniciais ou pré-clínicas. O objectivo último foi alcançar um estádio avançado na cadeia de valor de desenvolvimento de novos medicamentos, para doenças neurodegenerativas e, em particular, para a doença de Alzheimer. Daí ser essencial para o sucesso deste projecto toda a supervisão e coordenação da Bial, empresa farmacêutica que a nível nacional é a única com produto próprio no mercado.

Assim ficou cumprida a estratégia da Technophage de desenvolver TA-111 como um anticorpo terapêutico. Além disso, no âmbito de um projecto de garantia, esta molécula também está em desenvolvimento como uma ferramenta de diagnóstico para imagiologia com PET ou ressonância magnética.

O relacionamento entre a universidade e a indústria pode assumir, entre outras, a forma de colaboração através de investigação sob contrato, de consultoria de I&D, de estabelecimento de redes de investigação ou através de simples troca de informações. A colaboração pode envolver a mobilidade de recursos humanos, de forma temporária ou permanente, ou o treino/educação de recursos humanos. Quanto à comercialização da tecnologia desenvolvida, pode ocorrer, basicamente, através de licenciamento da tecnologia desenvolvida ou da criação de spin-offs a partir da universidade, ou seja, da criação de novas empresas em que a actividade comercial se baseia em desenvolvimentos tecnológicos ou conceitos inovadores desenvolvidos na universidade.

No final deste projecto QREN mobilizador e resultando do PPS3 em causa saíram além de teses de mestrado e publicações diversas, duas patentes que provam que a I&D entre empresas e instituições académicas como é o caso do IMM é uma realidade com sucesso.

 

sistematização dos principais resultados alcançados

 

▪ Obtenção sdAb + péptido

▪ Obtenção dos biomarcadores

 

Publicações científicas:

 

Data

Título

Autor(es)

Setembro 2013

Tese Mestrado em Ciências Biofarmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa  - Selection of small domain antibodies specific for B-amyloid

Pedro Canhão

Janeiro 2015

Patente- Terapia e diagnóstico em doenças neurodegenerativas

Sofia Côrte-Real, Frederico Aires da Silva, Pedro Canhão e Tiago Outeiro

Maio 2015

Design of translocation peptides for brain delivery

Neves, V., Aires da Silva, F., Morais, M., Gano, L., Pinto, A., Gaspar, D., Correia, J. G., Castanho, M. A. R. B. (under submission)

Maio 2015

Antibody approaches to treat brain illnesses.

Neves, V., Aires da Silva, F., Côrte-Real, S., Castanho, M. A. R. B. (under submission)

Janeiro 2015

Patente – Design of peptides for brain delivery

Miguel A.R.B. Castanho, Vera Neves, Frederico Aires da Silva

Maio 2015

Design of translocation peptides for brain delivery

Neves, V., Aires da Silva, F., Morais, M., Gano, L., Pinto, A., Gaspar, D., Correia, J. G., Castanho, M. A. R. B. (under submission)

Maio 2015

Antibody approaches to treat brain illnesses.

Neves, V., Aires da Silva, F., Côrte-Real, S., Castanho, M. A. R. B. (under submission)

 

 

PPS 4 - MyHealth - Plataforma multimodal modular de colheita de informação/sinais clínicos

 

Os desenvolvimentos atingidos durante o projecto MyHealth foram globalmente positivos, tendo os objectivos delineados inicialmente sido atingidos na sua quase totalidade (95%). Os objectivos não atingidos foram marginais e resultam da impossibilidade de alcançar o desenvolvimento tecnológico-científico inicialmente delineado. Estes últimos objectivos foram portanto reavaliados pelos coordenadores dos respectivos módulos.

Deve salientar-se ainda que para além do atingimento dos objectivos e dos outputs científico-tecnológicos produzidos, um dos aspectos mais positivos obtidos com o projecto foi a implementação de uma cultura colaborativa de parceiros académicos, industriais e prestadores de cuidados de saúde para o desenvolvimento de soluções modulares mas integradas para o apoio à tomada de decisão clínica. O fortalecimento das relações entre os co-promotores com diferentes tipologias resultarão certamente no futuro numa dinâmica de desenvolvimento de soluções para a área da saúde mais rápida e eficiente.

Adicionalmente, para além das competências colaborativas obtidas/desenvolvidas na execução deste projecto, foram desenvolvidas competências numa perspectiva de desenvolvimento de um produto em todas as suas fases de execução (ideia, desenvolvimento e investigação, desenho e execução de protótipo, desenho de produção industrial). Este aspecto é uma das mais-valias não tangíveis do projecto e será certamente o ponto mais positivo que resulta do projecto.

 

sistematização dos principais resultados alcançados

 

▪ Unidades periféricas e centrais de colheita de informação/sinais clínicos (base de dados e software)

▪ Pacote integrado de avaliação de estrutura e função cerebral, incluindo EEG sem fios portátil incorporado em touca (produto / software / base de dados)

▪ Dispositivo para análise (microarray) toxicológica /farmacológica de cabelo (produto / software)

▪ Interface de avaliação nutricional e validação de design-foods (produto / software)

▪ Sensores de deteção de sinais vitais e de armazenamento em têxteis (produto / software)

 

Módulo MyBrain

· Extração de um modo padronizado de informação volumétrica e funcional válida a partir de imagens de RM e seu armazenamento numa interface de fácil utilização.

· Determinação de um perfil neurocognitivo com relevância clínica que possa ser adquirido em apenas uma sessão utilizando um sistema de administração por computador.

· Aquisição de EEGs de 20 canais, durante 10h, utilizando uma touca pronta a usar, sem fios.

· Extração automática de características clinicamente relevantes do EEG e partilha da informação com o restante sistema MyHealth.

 

Módulo MyLab

· Adaptar o equipamento espectrofotométrico de forma que os dados da leitura sejam enviados para uma central de informação para armazenamento.

· Adaptar o equipamento espectrofotométrico para a medição de iodo e outros parâmetros biológicos na urina.

· Adaptar o equipamento para a medição de parâmetros biológicos noutros fluidos orgânicos (saliva e soro.

· Avaliar a validade da informação fornecida no “MyLab”, por medição de parâmetros equivalentes por técnicas certificada.

 

Módulo MyHair

· Colheita de amostras de cabelo e caracterização molecular e morfológica em determinadas situações fisiológicas; durante o tratamento com fármacos de interesse (incluindo quimioterapia); em estados psicológicos específicos (por exemplo, depressão).

· Correlação entre estados fisiológicos e padrões de expressão genética em amostras de folículos capilares, através de RNA microarrays.

· Estabelecer métodos de teste simples do cabelo (por exemplo deteção de anticorpos para proteínas queratínicas ou análise de expressão genética de moléculas essencial ao crescimento capilar).

 

Módulo MySignals

· Arquitetura do produto para cada dispositivo e criação de protótipos para todos os dispositivos.

· Validação de protótipos e da informação gerada

 

Módulo MyEndoscopy

· Conceção e desenvolvimento do hardware e software.

· Teste e implementação de protótipos.

 

Módulo MyEnergy

· Desenvolver uma base de dados com parâmetros nutricionais e biométricos a ser coletados.

· Desenvolver algoritmos de função nutricional, risco metabólico e desempenho físico.

 

Módulo MyBiomarkers

· Modelos matemáticos de reconhecimento dos padrões associados ao diagnóstico de doenças “alvo” utilizando processamento espectral e parâmetros clínicos previstos.

· Desenvolvimento dos modelos de identificação e quantificação dos bio-marcadores para a implementação de estratégias de monitorização, bem como a fusão da informação espectral e eletroquímica do sensor.

· Utilização da Plataforma Bio-Informática e de Tecnologia Analítica de Processos existente para porting de devices de espectroscopia e voltametria e sua ligação ao sistema centralizado “MyHealth”.

· Complementaridade com os sistemas “MyLAB”: i) importação e formatos de ficheiros; ii) protocolos de comunicação; iii) processamento na Plataforma Bio-Informática e de Tecnologia Analítica de Processos existente.

 

Módulo MyData

· Obtenção de algoritmos de decisão e mapas de controlo e diagnóstico.

 

Publicações científicas:

 

Data

Título

Autor(es)

2013

Current Issues in Medical Thermography; in: Topics in Medical Image Processing and Computational Vision, Lecture Notes in Computational Vision and Biomechanics 8, Joao Manuel R.S. Tavares, R.M. Natal Jorge, (Eds.); Springer, 2013

[BOOK CHAPTER]

Vardasca, R; Simoes, R

2013

Improving fECG signal acquisition in the evaluation of fetal well-being. In: Proceedings of 17th World Congress on Controversies in Obstetrics, Gynecology & Infertility (COGI 2012); Ben-Rafael, Z. (Ed.), Monduzzi Editoriale, Milano, Italy, pp. 420-423, 2013. ISBN 978-88-6521-063-5

[BOOK CHAPTER]

Gonçalves, C.; Sousa, J.; Nogueira-Silva, C.; Simoes, R.

2012

The use of medical thermal imaging in obstetrics, in: Computational Vision and Medical Image Processing - VIPImage 2011, Tavares and Natal Jorge (Eds), Taylor and Francis, London, 2011, ISBN 978-0-415-68395-1

[BOOK CHAPTER]

Simoes, R; Nogueira-Silva, C

2012

Optimizing electrode positioning in 3-lead ECG chest devices, in: AAL Latest Solutions, Trends and Applications (Proceedings of Biostec 2012), SciTePress, Portugal, 2012, pp. 81, ISBN 978-989-8425-93-5

[BOOK CHAPTER]

Simoes, R.; Sousa, J.; Nogueira-Silva, C.; Gamboa, H.

2013

Stress affects theta activity in limbic networks and impairs novelty-induced exploration and familiarization.

[JOURNAL ARTICLE]

Jacinto LR, Reis JS, Dias NS, Cerqueira JJ, Correia JH, Sousa N.

2013

Endoscopic imaging results: web based solution with video diffusion. Procedia Technology 9 ( 2013 ) 1123 – 1131

[JOURNAL ARTICLE]

Joel Braga, Isabel Laranjo, Domingos Assunção, Carla Rolanda, Luís Lopes, Jorge Correia-Pinto, Victor Alves

2014

Endoscopic Imaging Results: Web-Based Solution for Video Diffusion with Real-Time Assistance. Journal of Information Technology Research, 7(1), 27-40, January-March 2014

[JOURNAL ARTICLE]

Joel Braga, Isabel Laranjo, Carla Rolanda, Luís Lopes, Jorge Correia-Pinto, Victor Alves

2014

A novel approach to endoscopic exams archiving. Series Title : Advances in intelligent systems and computing, vol. 275. Springer. 2014

[BOOK CHAPTER]

Joel Braga, Isabel Laranjo, Carla Rolanda, Luís Lopes, Jorge Correia-Pinto, Victor Alves

2014

Video Processing Architecture: A Solution for Endoscopic Procedures Results

Advances in Intelligent Systems and Computing Volume 291, 2014, pp 117-125

[BOOK CHAPTER]

Isabel Laranjo, Joel Braga, Domingos Assunção, Carla Rolanda, Luís Lopes, Jorge Correia-Pinto, Victor Alves

2013

Web-Based Solution for Acquisition, Processing, Archiving and Diffusion of Endoscopy Studies. Advances in Intelligent Systems and Computing Volume 217, 2013, pp 317-324

[BOOK CHAPTER]

 

Isabel Laranjo, Joel Braga, Domingos Assunção, Carla Rolanda, Luís Lopes, Jorge Correia-Pinto, Victor Alves

2013

Point-of-Care Testing device for analysis of Diabetes Mellitus. Bioengineering (ENBENG), 2013 IEEE 3rd Portuguese Meeting.

[CONFERENCE PROCEEDINGS]

J. A. Oliveira, G. Minas, M. Correia-Neves, José Mariz, Carlos Capela, Nuno Sousa

2012

Point-of-Care Testing device for Diabetes Mellitus and Renal Function analysis of biological fluids. Procedia Engineering 47 ( 2012 ) 710 – 713

[JOURNAL ARTICLE]

J. A. Oliveira, José Mariz, Carlos Capela, M. Correia-Neves, G. Minas

 


PPS 5 - Biomarcadores para avaliação de efetividade terapêutica no carcinoma colorectal

 

O projecto teve o mérito de aproximar um conjunto de Instituições com âmbitos e vocações diferentes que compreendem o âmbito Empresarial (Genetest e Eurotrials), o âmbito da Investigação (Ipatimup e IPO Porto) e o âmbito clínico (IPO Porto e Hospital de S. João).

O ponto menos positivo prendeu-se com a definição e implementação do estudo prospectivo. Esta foi a parte mais complexa e que obrigou a uma intervenção mais coordenada de todos os envolvido, tendo sido também a mais difícil de colocar em prática.

Como resultados positivos, o projecto permitiu que todos os stakeholders vissem o seu carácter inovador reforçado e assumir-se cada vez mais como uma grande referência nesta área. A articulação entre as várias Instituições decorreu sem percalços de maior e serviu de base, inclusivamente, para a construção do Plataforma Oncológica do Porto, estrutura que inclui o Ipatimup, Hospital de S. João e IPO do Porto.

O projecto teve também o importante mérito de se conseguir adaptar às novas tecnologias que foram aparecendo assim como aos novos dados produzidos pela comunidade científica ao longo do decurso do projecto, sendo capaz de produzir algo que corresponde ao state of the art do conhecimento científico da área, e que permitirá aos pacientes, clínicos e hospitais o acesso às melhores práticas. Finalmente o projecto terminou com a submissão do teste genético às entidades reguladoras para obtenção da marca CE-IVD, a qual foi obtida com sucesso.

 

sistematização  dos principais resultados alcançados

 

▪ Teste genético de novos biomarcadores genéticos para avaliação/ preditividade da resposta terapêutica (teste genético).

▪ Matriz de efetividade e terapêutica (matriz de suporte à decisão)

 

Com base no estudo retrospetivo desenvolvido no projeto, foi possível dar resposta ao deliverable “Teste genético de Novos biomarcadores genéticos para avaliação/preditividade da resposta terapêutica”. Para o carcinoma colorectal avançado conclui-se que os marcadores KRAS e NRAS são os mais adequados para prever a resposta terapêutica aos inibidores de EGFR. Esta informação foi incluída num sistema de genotipagem alargado que visa, para além do carcinoma colorectal, o cancro do pulmão, melanoma e tumores estomais gastro-intestinais.

O segundo deliverable “Matriz de efetividade e terapêutica” foi parcialmente atingido. O componente baseado no estudo retrospetivo foi terminado e serviu de base à definição do sistema de genotipagem referido no deliverable anterior. No entanto, não foi possível incorporar a informação relativa ao estudo prospectivo.

 

Publicações científicas:

 

Data

Título

Autor(es)

2013

Colorectal Cancer and RASSF family - A special emphasis on RASSF1A

Fernandes S, Carneiro F, Oliveira C, Seruca R

2013

Guideline on the requirements of external quality assessment programs in molecular pathology

van Krieken JH, Normanno N, Blackhall F, Boone E, Botti G, Carneiro F, Celik I, Ciardiello F, Cree IA, Deans ZC, Edsjö A, Groenen PJ, Kamarainen O, Kreipe HH, Ligtenberg MJ, Marchetti A, Murray S, Opdam FJ, Patterson SD, Patton S, Pinto C, Rouleau E, Schuuring E, Sterck S, Taron M, Tejpar S, Timens W, Thunnissen E, van de Ven PM, Siebers AG, Dequeker E

 

Fevereiro 2013

Non Optical Massive Parallel DNA Sequencing of BRCA1 and BRCA2 Genes in a Diagnostic Setting

Costa JL, Sousa S, Justino A, Kay T, Fernandes S, Cirnes L, Schmitt F, Machado JC

Junho 2014

Common and Less Frequent EGFR Mutations in Cytological Samples of Lung Cancer

Rossi ED, Gerhard R, Cirnes L, Machado JC, Schmitt F

 

 

Divulgação dos Resultados

 

A sessão pública de divulgação dos resultados do projecto "Do IT – Desenvolvimento e Operacionalização da Investigação de Translação" foi realizada no dia 16 de Abril de 2015.

 

imagem1 

 

A abertura desta sessão esteve a cargo de Isabel Furtado, Administradora da TMG – Têxtil Manuel Gonçalves (Promotor-líder do Do IT), Carlos Faro, Membro da Direção do HCP, e José Carlos Caldeira, Presidente da ANI – Agência Nacional de Inovação.

 

foto1

 

 

Seguiu-se a apresentação dos resultados dos diversos subprojectos do Do IT:

 

- "DIAMARKER – Suscetibilidade genética das complicações multissistémicas da diabetes tipo 2: novos biomarcadores para diagnóstico e monitorização terapêutica" (PPS 2 – AIBILI, BIOCANT, CHUC, CNC, FMUC, Retmarker, Siemens, UA) (ver apresentação).

 

- "sdAb+péptido – Investigação translacional em Alzheimer" (PPS 3 – Bial, IMM, TechnoPhage) (ver apresentação).

 

- "MyHealth - Plataforma multimodal modular de colheita de informação/sinais clínicos" (PPS 4 – Frulact, Plux, TMG, ULSAM, UMinho) (ver apresentação).

 

- "Biomarcadores para avaliação de efetividade terapêutica no carcinoma colorretal" (PPS 5 – CHSJ, Eurotrials, Genetest, Ipatimup, IPO-Porto) (ver apresentação).

 

foto2

foto3 foto4 foto5

 

foto11

 

Após a apresentação dos resultados, a sessão prosseguiu com a mesa redonda "Estratégias e modelos organizacionais de investigação de translação para instituições de I&D, hospitais e empresas – partilha de experiências do Projeto Do IT", com moderação de Carlos Faro e participação de Isabel Furtado, Miguel Castanho, Miguel Castelo Branco, Nuno Sousa e Paulo Canedo.

 

foto6

 

Um período de debate com a audiência encerrou os trabalhos da sessão. Em paralelo, durante o dia, foram feitas demonstrações de tecnologias desenvolvidas no âmbito do Do IT. Os trabalhos contaram com a presença, ao longo do dia, de cerca de 170 participantes.

 

foto7      foto8      foto9   

 

foto12      foto10